Curiosidades sobre as orquídeas

0 285

Curiosidades sobre as orquídeas, uma flor tão bela e tão desejada.

O nome Orquídea

Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais. Maioritariamente epífitas, as orquídeas crescem sobre as árvores, usando-as somente como apoio para buscar luz; não são plantas parasitas, nutrindo-se apenas de material em decomposição que cai das árvores e acumula-se ao emaranhar-se em suas raízes. Elas encontram muitas formas de reprodução: na natureza, principalmente pela dispersão das sementes mas em cultivo pela divisão de touceiras, semeadura in-vitro ou meristemagem.

A respeito da enorme variedade de espécies, pouquíssimos são os casos em que se encontrou utilidade comercial para as orquídeas além do uso ornamental. Entre seus poucos usos, o único amplamente difundido é a produção de baunilha a partir dos frutos de algumas espécies do gênero Vanilla, mas mesmo este limitado pela produção de um composto artificial similar de custo muito inferior.

Variedades de Orquídeas

Apesar de existir uma grande diversidade de orquídeas, selvagens e plantadas pelo homem, nenhuma delas tem uma utilidade especifica que não seja ornamental. Um dos poucos usos é a produção de baunilha pelas favas das orquídeas do genero Vanilla. Mas, ainda sim, é mais barato produzir o sabor artificialmente.

Se considerarmos unicamente a aplicação ornamental, mesmo assim são poucas as variedades que se prestam a este papel. A maioria das orquídeas tem flores pequenas e folhagens banais. Com a manipulação genética feita pelo homem produzem-se híbridos de grande beleza ornamental e grande valor comercial.

Mesmo assim, existem colecionadores e criadores fanáticos no mundo inteiro e alguns chegam a pagar pequenas fortunas por um exemplar raro ou de beleza extraordinária.

Onde se encontram

As orquídeas podem ser encontradas em todos os continentes excepto na Antártida.

O Equador é o país onde se encontram o maior número de espécies de orquídeas, com mais de 3.549 plantas, depois temos a Colômbia, com 2.723, a Nova Guiné com 2.717 e o Brasil com 2.590.

Podemos dividir de maneira grosseira a presença de orquídeas pelos continentes do seguinte modo:[12]

Eurásia – entre 40 e 60 gêneros
América do Norte – entre 20 e 30 gêneros
América Latina – entre 300 e 350 gêneros
África tropical – entre 125 e 150 gêneros
Ásia tropical – entre 250 e 300 gêneros
Oceania – entre 50 e 70 gêneros

Tipos de Orquídeas

As orquídeas podem ser terrestres, arbustivas, litófitas (crescem em pedras), pasmófitas (crescem na areia), saprófitas (crescem na turfa e em áreas com grande material em decomposição) e aquáticas (as mais raras). Há até uma espécie subterrânea na Austrália.

Tamanhos das orquídeas

A maior orquídea em comprimento é a Vanilla pompona, com cerca de 20 metros.

A menor é a Barbosella miersii. A única aquática conhecida é a Habenaria repens da Costa Rica. A que tem poder anticoncepcional é o Cymbidium madildum da Austrália. A que tem uma cauda com 45 centímetros é o Angraecum sesquipedale.

A orquídea que possui a maior flor é a Cattleya warneri com 25 centímetros de diâmetro. A que exala o pior aroma é o Pleurothallis foetens. Um exemplar de Aerides odoratum já existe desde 1792.

Plantas parasitas

Ao contrário de algumas ideias erradas, as orquídeas não são plantas parasitas. Apesar de poderem ser cultivadas nos troncos de outras plantas ou árvores nas áreas tropicais, as orquídeas alimentam-se do material em decomposição que cai sobre os troncos e sobre elas.

Orquídeas mais populares

A popularidade dos diversos gêneros varia muito de país para país, tanto pela diferença das espécies disponíveis em cada região como pelos custos envolvidos em seu cultivo. É natural que nos países frios a preferência seja por plantas que toleram mais frio ou por plantas de climas quentes mas que sejam menores e portanto ocupem menos espaço em uma estufa que tem que ser mantida aquecida a elevado custo durante o inverno. Por outro lado, nos países de clima quente a dificuldade em manter plantas de clima frio é maior que o inverso já que os equipamentos que diminuem a temperatura costumam roubar umidade do ambiente, umidade quase sempre muito necessária às plantas.

Acompanhe nosso site e saiba mais sobre Orquídeas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.